ACTUALIDADE:

Turismo

Sítios a Visitar

Patrimónios Naturais

<b>Serra Negra - </b> localiza-se no sudoeste da ilha e constitui um dos habitats mais importantes para as aves marinhas, na ilha, como, p.e., o  Guincho (Pandion haliaetus). A extensão desta pequena cordilheira corre de sudoeste para nordeste, sendo o seu comprimento de cerca de 1,5 a 2 km, a largura entre 500 a 600 m e a altura apenas cerca de 96 m. A montanha é composta de rochas com um solo de coloração tipo laranja, bronzeado e castanho claro. A sua entidade como unidade geológica e geomorfológica, presença de espécies endémicas e nidificação de espécies emblemáticas como a Tartaruga Caretta caretta e de importância de conservação a nível mundial, convertem este lugar num espaço chave para a manutenção da biodiversidade. Estas particularidades enriquecem a paisagem circundante, dotando a Serra de um local de beleza cénica ímpar e um miradouro por excelência, (oferece uma vista panorâmica de grande parte da ilha, incluindo a cidade dos Espargos, o aeroporto e a cidade de Santa Maria) <b>Costa da Fragata - </b> conforma um corredor de areias de alto valor ecológico, constituindo a praia o ponto de entrada das mesmas, que se distribuem por todo o sector sul da Ilha. A sua biodiversidade envolve espécies simbólicas como a tartaruga Caretta caretta, plantas endémicas como o Tarafe (Tamarix senegalensis), aves marinhas, nomeadamente Pirlito-Sanderlingo (Caladris alba) e Borrelho- de- Coleira (Charadrius alexandrinus). A par da sua beleza e valor natural, acrescenta-se as condições favoráveis da Costa para a prática de desporto náutico, que aparece como um atractivo turístico único. Realça-se ainda o facto de, em 1948, ter naufragado no local um navio dinamarquês denominado Danfjord, originando o resgate dos salvados pela população local, acto esse tradicionalmente chamado de “móia-móia. Foi assim que uma parte da costa ficou conhecida por praia D’Anfior. <b>Ponta do Sinó - </b> fica na extremidade sul da ilha, na localidade de Santa Maria. A importância dessa área fundamenta-se na conservação das praias, pelo seu valor ecológico relacionado com o ciclo biológico das tartarugas e o ecossistema das terras salgadas para acolher avifauna local e migratória como Garça real (Ardea senerea), andorinha europeia (Hirundo rustica) e Garça branca (Egretta garzetta)), assim como pelo valor geomorfológico e paisagístico do sistema dunar. Historicamente, Ponta do Sinó tem papel importante na navegação marítima, desde a construção secular do Farol (com o mesmo nome) para a orientação de embarcações que se aproximam da costa. <b>Morrinho do filho - </b> localiza-se na parte norte da ilha e tem valor de interesse geológico e paisagístico. Os complexos processos geológicos permitiram a sua formação e evolução geomorfológica, até originar um relevo destacado no meio de planícies sedimentárias e pedregosas dessa zona da Ilha, rodeado de uma pequena extensão de lavas sub aéreas. <b>Salinas de Santa Maria - </b> localizam-se a Norte do núcleo de Santa Maria e encontram-se totalmente rodeadas pela Reserva natural de Costa da Fragata. As Salinas de Santa Maria são de uma beleza natural singular onde podemos encontrar aves migratórias como o pernalonga (Himantopus himantopus), a Garça-real (Ardea senerea) e a Perna Verde (Tringa nebularia), de importância a nível mundial, o que lhe dota de valor científico e de interesse turístico. Essas salinas constituem um valor histórico local importante por estarem ligadas ao nascimento de Santa Maria como espaço urbano e como motor do desenvolvimento socioeconómico da ilha, desde o século XVIII, provocado pela indústria salineira ali desenvolvida, sendo Manuel António Martins, comerciante e politico influente da época, o seu maior impulsionador. <b>Buracona e Regona - </b> localizadas a Oeste da ilha, constituem um sector do litoral insular muito representativo desde o ponto de vista geológico e paisagístico, pela presença de formas vulcânicas singulares como lavas almofadadas e tubos vulcânicos. Grutas vulcânicas, únicas neste género. Buracona é o mais famoso dos mergulhos e trata-se de um túnel subaquático que entra por terra, com um grande buraco onde a luz do sol produz efeitos espectaculares. Regona é um conjunto de grutas muito amplas, com ligações directas ao mar aberto, que permitem a vida marinha no interior das grutas, onde se pode ver grandes peixes e crustáceos. São tidos como piscinas naturais de água quente e calma com um constante azul cristalino. Podemos encontrar algumas plantas endémicas próprias da ilha, sendo a mais conhecida Mostarda Brabo (Diplotaxis glauca) e algumas aves como o Pardal de terra (Passer iagoensis). O famoso “olho azul” é o maior atractivo turístico desse litoral. <b>Monte Grande - </b> de origem vulcânica, fica situado a 6 Km a noroeste da ilha, é representado sobretudo pelo valor geológico dos seus materiais recentes, com sectores de pillow-lavas no litoral. Constitui o relevo topográfico mais elevado da Ilha, com os seus 406 metros de altitude acima do nível do mar.  Monte Grande constitui um dos habitats preferidos dos guinchos na ilha, alberga algumas plantas endémicas e é o local da ilha onde répteis terrestres como Lagartixas e Osgas estão mais bem conservados. <b>Salinas de Pedra de Lume - </b> situadas na costa Leste da ilha, na localidade que lhes dá o nome, caracterizm-se por um conjunto de marinas existentes numa caldeira piroclástica de um vulcão extinto. Os valores das Salinas estão relacionados tanto com os aspectos naturais, nomeadamente a beleza cénica singular, existência de espécies de aves e plantas endémicas de interesse científico, nomeadamente Pernalonga (Himantopus himantopus), a Garça-Real (Ardea senerea) e Perna Verde (Tringa nebularia), como com os aspectos históricos/culturais que, com a exploração salineira, iniciada nos finais de 1700 e inícios de 1800 pelo importante comerciante, Manuel António Martins, impulsionaram o povoamento e desenvolvimento da ilha. As salinas são dos maiores atractivos turísticos do Concelho, sendo procuradas por visitantes nacionais e internacionais, tanto para fins terapêuticos como por motivos históricos e patrimoniais. <b>Morrinho de Açúcar - </b> constitui a Beleza, singularidade e representatividade de um elemento geológico de alta incidência visual, por constituir os restos de uma chaminé fonolítica, ancorada no meio de uma extensa planície e representativa da natureza vulcânica da ilha. <b>Baía da Murdeira e Rabo de Junco - </b>Área de excepcional beleza e riqueza, uma combinação de paisagem formada por uma baía de belas praias de águas tépidas e cintilantes e o imponente e majestoso Monte de Leão, que se estende para o mar quase tocando o belíssimo ilhéu Rabo-de-Junco. Esta área é importante para o equilíbrio ecológico e o ecossistema, com uma elevada proporção de elementos endémicos e singulares, nomeadamente peixes e conchas (Conus mruderae), com importantes praias de alimentação e nidificação de algumas espécies, inclusive tartarugas marinhas, p.e., a Caretta caretta (espécie em vias de extinção); Habitat de algumas aves marinhas singulares, tais como o guincho (Pandion haliaetus) e o rabo-de-junco (Phaeton aethereus), com presença estacional das baleias rorqual (Megaptera novaeangliae), espécie ameaçada, cuja conservação reveste-se de uma grande importância a nível mundial. <b>A praia de Santa Maria - </b> é de uma beleza cénica inigualável, procurada mundialmente, desde o século passado, por nacionais e estrangeiros, não só pelo seu atractivo balnear e de desporto náutico, como também pelos benefícios para a saúde. Teve e tem um papel importante para o desenvolvimento turístico local e nacional, constituindo-se, deste modo, num atractivo económico por excelência. As suas particularidades naturais estão nos seus extensos 8 km de praia de areia branca e excepcional água morna de cor azul-turquesa e cristalina e onde é possível vislumbrar, num mergulho, espécies como Moreias, Raias, golfinhos, cardumes de peixes diversos, entre outros. <b>Morrinho das Pedras - </b> numa planície que fica nas proximidades do Aeroporto Internacional Amílcar Cabral. É um pequeno morro magmático de cor cinza com uma dezena de metros de altura, mas de grande importância a nível geológico, devido às particularidades dos litotipos que se traduzem em cristais translúcidos de nefelina. A concentração de grandes quantidades destes cristais na pedra desenvolve características sonoras particulares denominadas de Foniliticas.

C
O
N
T
A
T
O
S