ACTUALIDADE:

Câmara Municipal


Breve Historial

A Ilha do Sal fez parte do Concelho da ilha da Boa Vista durante muitos anos. Em 1837 com a exploração e exportação do sal, particularmente para o Brasil e América do Norte, o governo ordenou a instalação de uma alfândega e de um governo militar na Ilha do Sal. Em 1855 a ilha do Sal foi administrativamente separada da Ilha da Boa Vista, ficando a ser governada por um administrador e por uma comissão Municipal.

em 1856 foi criada na ilha a Câmara Municipal para substituir a Comissão Municipal, tendo funcionado até 1975, altura em que o país se tornou independente. Com a independência de Cabo Verde, a 5 de julho de 1975, as Câmaras Municipais foram destituídas, passando novamente a funcionar Conselhos Deliberativos apoiados por um secretariado administrativo.

De 1975 a 1979, a ilha do Sal, foi administrada pelo Delegado de Governo André Melo Andrade que, como tal, foi também Presidente do Conselho Deliberativo. De 1979 a 1984, Lourenço Rosário Monteiro Lopes substituiu Melo Andrade.

Entre 1984 – 1988 José Teixeira de Azevedo substituiu o senhor Lourenço Monteiro Lopes no Conselho Deliberativo.

De 1988 a 1990, Paula Fortes foi delegada do governo, substituindo José Teixeira Azevedo na Presidência do Conselho deliberativo. Com a abertura política, ocorrida em 1991, que levou à realização das primeiras eleições livres e pluralistas no país, a Ilha do Sal e o resto do País passaram de novo a ter uma Câmara Municipal. José Teixeira Azevedo foi o primeiro Presidente da Câmara Municipal do Sal eleito democraticamente, tendo ficado à frente dos destinos da ilha de dezembro 1991 a outubro de 1994, altura, em que por razões de saúde, deixa a Presidência da Câmara Municipal do Sal nas mãos de Maurício da Luz, que assegura a gestão da autarquia salense de 1994 a 1996.

Em 1996, Basílio Mosso Ramos vence as eleições e governa a ilha do Sal até o ano 2001, altura em que se realiza mais uma eleição autárquica em Cabo Verde, tendo Basílio Ramos renovado o mandato para mais quatro anos. Em 2002, Basílio Mosso Ramos delega a Presidência da Câmara Municipal do Sal nas mãos de José Pimenta Lima, que comanda a ilha até 2004.

Em 2004 Jorge Eduardo St’Aubyn Figueiredo foi eleito pela primeira vez presidente da Câmara Municipal do Sal, tendo sido reeleito para um secundo mandato, em 2008. Jorge Figueiredo concorreu novamente, em 2012, à Câmara Municipal e renovou o mandato para gerir a ilha até o ano 2016.

No dia 4 de setembro de 2016 realizou-se a sétima eleição autárquica no arquipélago Caboverdiano, tendo os salenses eleito Júlio Lopes para governar a ilha do Sal até 2020.

C
O
N
T
A
T
O
S